A evolução do Windows CE até Windows Phone 7

by Jenner Maciejewsky 12. abril 2011 16:25

Desde fevereiro que eu estou usando um HTC HD 7, um smartphone com o Windows Phone 7. Este foi meu primeiro smartphone com Windows, mas tenho acompanhado a evolução do Windows para dispositivo móvel desde os antigos Windows CE 3.0, que foi lançado para competir com os PDAs com Palm OS. O Windows CE 3.0 foi utilizado nos Handheld PCs e Pockets PCs, basicamente um dispositivo de mão para enviar e receber e-mails, agendar compromissos, troca de mensagens e outros recursos.

 

Para desenvolver para esses dispositivos era utilizado o eMbedded Visual Basic (eVB), utilizando por vários anos como uma das principais linguagens para desenvolvimento para dispositivo moveis usando Windows CE, mas se fosse necessário desenvolver um componente, aí era necessário utilizar o eMbedded Visual C++ (eVC). Neste período cheguei a fazer um treinamento de eVB, e comprei o meu primeiro Pocket, mas infelizmente não cheguei a receber o Pocket e o dinheiro foi devolvido.

 

Em 2003, com o surgimento do .NET e do Windows CE .NET 4.2, a Microsoft muda a estratégia de desenvolvimento para dispositivos móveis, já era possível utilizar o VB.NET para o desenvolvimento para dispositivos móveis, pois os novos dispositivos vinham com o .NET Compact Framework instalado. E a Microsoft continuou avançando com sua estratégia para dispositivos móveis, e em 2003 a plataforma Windows CE muda de nome e passa a ser conhecida como Windows Mobile.

 

Durante todo esse tempo a estratégia da Microsoft era levar para os dispositivos móveis, a experiência do usuário com o Windows Desktop, para muitos uma estratégia errada e fadada ao fracasso. Por muito tempo ela teve êxito e ganhou muitos adeptos, principalmente no período dos Pockets PCs.

 

Mas com a evolução dos Smartphones e a entrada de novos players nesse mercado, o usuário queria uma experiência diferente da que ele estava acostumado, algo que fosse especifico para os smartphones, com isso o iPhone e dispositivos com Android ganharam a simpatia dos usuários, levando a Microsoft a repensar sua estratégia e decidir qual seria sua posição neste mercado promissor e que ela não conseguia espaço.

CassiopeiaA20           thumbnailCA4JNQBD     thumbnailCAQ735E6thumbnailCATXZYTLWindowsMobile

 

Desde de 2005, com o lançamento do Windows Mobile 6.0, a Microsoft não lançava um novo SO para dispositivos móveis, apenas duas atualizações com o  Windows Mobile 6.1 e Windows Mobile 6.5, que não trazia grandes novidades.

 

Em fevereiro de 2010 a Microsoft anunciou que estava trabalhando em uma nova versão do seu SO para dispositivos móveis, então foi anunciado que a nova plataforma seria o Windows Phone, e que em breve o mercado receberia o Windows Phone 7, o primeiro SO da nova estratégia da Microsoft.

 

Como era de se esperar, surgiram muitas criticas e rumores que a Microsoft não conseguiria inovar e que não teria mais espaço neste mercado dominado por BlackBerry, Android e iPhone, mas várias outras pessoas ficaram ansiosas aguardando os primeiros dispositivos.

 

Em outubro de 2010 a Microsoft lança oficialmente 10 dispositivos (HTC, Dell, Samsung e LG) com Windows Phone 7, entre eles o meu HTC HD 7, uma plataforma que não lembra em nada a anterior, totalmente reformulada, e a Microsoft mostra que ainda poderia inovar no mercado de smartphones. Todos os dispositivos seguindo o padrão mínimo exigido pela Microsoft, que é ter resolução mínima de 480 x 800, tela WVGA de 3.7 polegadas, 512MB de memória RAM e câmera de 5MP com auto foco.

 

A Microsoft precisava fazer algo que fosse diferente do que já estava aí no mercado, precisava evitar frases como “A Microsoft copiou…”, e ela conseguiu, o WP7 vem com um designer inovador, denominado “Metro”, com a tela principal feita com “Tiles”, atalhos para as aplicações e recursos. Os tiles são dinâmicos, e mudam sua aparência o tempo tempo, como por exemplo o tile People que traz pequenas fotos dos contatos e atualizam essas fotos a cada momento. A Microsoft inspirou nos sistemas de sinalização de aeroportos e metrôs. Segundo a Microsoft interfaces Metro supostamente incorporam elementos visuais atraentes, funcionais e harmoniosos, com objetivo de direcionar o usuário para o conteúdo que ele deseja.

 

Alguns recursos são organizados em Hubs, uma conceito novo para apresentar conteúdos locais e online, por exemplo, o Hub People que agrega dados dos contatos registrados no seu dispositivos e ainda dados desses contatos em redes sociais.

WP7 People-hub

 

 

Outra mudança importante que a Microsoft fez, reflete na forma como os aplicativos serão desenvolvidos, fazendo uso do SilverLight para desenvolvimento de aplicativos e o XNA para desenvolvimento de jogos, desta forma aplicativos das versões anteriores terão que ser reescritos.

 

Minha Experiência Com o WP7

 

Nos últimos 2 meses venho utilizando meu WP7 e a cada dia fico mais e mais empolgado com ele, é sem dúvida alguma uma excelente plataforma.

 

O que me deixou mais fascinado ainda é a integração, que é carro chefe da Microsoft em todos os produtos, todos os meus contatos são automaticamente adicionados a minha conta Live, mas até aí nada demais, muitos fazem isso, mas quando você acessa a página do Zune, ele usa o Zune para sincronização de imagens, musicas e atualização do SO,  ou a página do Live, tenho lá meus recursos disponíveis, como contatos, fotos, músicas, etc. Se ligo meu X-BOX, posso ter acesso ao mesmo conteúdo por lá, o mesmo ocorre com o computador, ou seja, não importa onde você esteja ou qual dispositivo você usa a plataforma vai ajudar você. Isto é fantástico.

 

 

Conheça mais sobre o Windows Phone 7 :

 

 

 

Jenner Maciejewsky Rocha
MVP Visual Basic

Tags: , , , , , , ,

Artigos | Blog | MSDN

Comentários (2) -

19/06/2011 12:30:33 #

Allan George

"Em outubro de 2010 a Microsoft lança oficialmente 10 dispositivos"
Só uma correção: Na verdade não foi a Microsoft quem lançou e sim os fabricantes citados.

Eu particularmente gostava mais do Windows Mobile 6.5, essa nova versão ainda não me convenceu. Talvez seja apenas resistência à interface diferente dele. Por enquanto vou de Android mesmo pra uso pessoal, mais adiante irei começar a estudar o desenvolvimento de aplicativos pra essa plataforma

Allan George Brazil

19/06/2011 13:36:24 #

maciejewsky

Sim é verdade, os fabricantes que lançaram, mas naquele momento por si tratar de um produto novo e o mercado que estava pessimista quanto a Microsoft, então fez com que a  Microsoft procure fabrincates para produção, por isso disse que a Microsoft Lançou. Diferente do Androide que os fabrincates de Celulares tem suas versões de Androide, o WP7 é unico.

O que posso dizer é que o WP7 é muito bom, até mesmo melhor que Androide (Também uso Androide), e para quem desenvolve é muito fácil desenvolver para WP7.

No final deste ano o WP7 chega ao Brasil e você terá oportunidade de conhecer melhor o WP7.

Estude a nova plataforma e divulgue ai suas impressões a respeito.

maciejewsky United States

Os comentários estão fechados

Posts Antigos

Awards